A amamentação é o primeiro contato mais próximo que uma mãe e um bebê podem ter após o parto. É por meio desse ato de afeto que a mãe pode alimentar o bebê, e repassar anticorpos para o recém nascido. Entretanto, esse papel de provedora alimentar não é novidade, já que antes do nascimento a mãe já alimentava o bebê por meio do cordão umbilical.

Porém, diferentemente dessa alimentação antes do parto, que era um pouco intuitiva, a amamentação pode ser desafiadora no início, não só pela ausência do “time” para alimentação do bebê, como também devido algumas complicações de posição para segurar o bebê, desgaste da pele dos seios, dentre outros.

 

Entretanto, a boa notícia é que todas as complicações podem ser sanadas com algumas dicas, e claro, com a experiência. Então, não se preocupe durante todo o período de amamentação, que se estende normalmente até os 2 anos de idade da criança, você poderá colocar em prática essas dicas e se adaptar a esse momento importante da alimentação e do desenvolvimento do bebê.

Tornando a amamentação mais confortável

alimentando de forma confortável

Fonte: unplash

Como mencionamos anteriormente, a amamentação é uma novidade desafiadora para as mãe de primeira viagem. Isso porque esse ato não é intuitivo, e as dúvidas podem surgir. Normalmente, as dúvidas estão relacionadas a posição para amamentar, bem como que alimentos consumir durante esse período.

Encontrando a posição certa para amamentar

Além da alimentação, um dos fatores de maior importância para a amamentação é a posição certa para amamentar. Isso porque passar várias horas repetindo a mesma posição pode se tornar desconfortável para amamentar o seu filho. É por isso, que a posição correta deve ser uma preocupação imediata.

 

Mas será que existe uma posição correta? Não existe só uma, mas múltiplas posições corretas para a amamentação. E o que seria uma posição certa para amamentar? Seria uma posição confortável tanto para a mãe quanto para o bebê.

Amamentar na posição tradicional

amamentando na posição tradiciona

Fonte: unplash

Dentre as posições para amamentação, a mais tradicional é sem dúvidas a sentada com o bebê no colo. Por ser tradicional, é de se imagina que é uma das mais utilizadas, e é justamente por esse motivo que essa é a melhor posição para a amamentação.

 

Para fazê-la corretamente você precisará de uma poltrona confortável, e de preferência com braços para você se reconfortar melhor. Sendo assim, de posse dessa poltrona, sente-se com a coluna ereta, e segure o bebê transversalmente. Mas o que isso quer dizer?

Bom, a mãe segurará o bebê de modo que a cabeça descanse na dobra de seu cotovelo. Desse modo, o rosto da criança se voltará para o seio em que será amamentada. Embora essa posição parece simples, é preciso atentar-se para algumas coisas.

Um delas é se a cabeça da criança encontra-se alinhada com o restante do corpo. Além disso, é necessário observar se o bebê não encontra-se muito na horizontal. Caso isso ocorra, a criança poderá se engasgar com o leite.

Para evitar essas complicações e a falta de alinhamento da criança, é recomendável a utilização de um travesseiro no seu colo, entre suas pernas e o bebê.

Amamentar deitada

amamentação deitada

Fonte: google

Como mencionamos anteriormente, a amamentação poderá parecer um pouco desconfortável, mesmo encontrando a sua melhor posição para isso. Por isso, é necessário testar outras posições.

Dentro desse contexto, a segunda melhor posição para amamentar, de acordo com as mães, é deitada. Além dessa predileção materna, essa posição é super indicada pelos médicos, principalmente para aquelas mães e passaram por uma cesárea.

Para tanto, você deverá deitar-se confortavelmente de lado, e em seguida deitar o bebê ao seu lado. O importante aqui é manter-se com a frente do seu corpo voltada para o bebê, de modo que o rosto da criança volte-se ao seu seio.

Desse modo, fica fácil você apoiar a cabeça da criança, que deve ficar ligeiramente elevada, com um dos braços, ao passo que o outro apoia a sua cabeça.

Amamentar com o bebê invertido

amamentação com bebê invertido

Fonte: google

Como o próprio nome dessa posição sugere, aqui o bebê estará posicionado de forma contrária a posição que ele ocuparia na amamentação na posição tradicional. Desse modo, essa posição é bastante confortável para aquelas mães que possuem seios grandes ou que acabaram de passar por uma cesárea.

Sendo assim, essa posição consiste em equilibrar o peso do bebê no seu abdômen. Logo, você precisará manter os cotovelos dobrados, e segurar o bebê ao seu lado, de modo que o corpo do bebê passe por debaixo de seu braço, e que a cabeça da criança fique sendo sustentada com a suas mãos, sempre direcionando o seu rosto para o seio.

Além disso, as costas do bebê ficarão apoiadas em seu antebraço, e com a mão livre, ajuste o seio.

Amamentar gêmeos

aleitamento de gêmeos

Fonte: google

Agora, se você teve a sorte de ter gêmeos saiba que as possibilidades de amamentação serão restritas, caso a sua ideia seja amamentar os dois ao mesmo tempo. Porém, você terá duas opções:

  • Amamentar os gêmeos em horários distintos

  • Amamentar os dois ao mesmo tempo adotando a posição invertida

Apoiar os seios

apoio amamentação

Fonte: unplash

Além das posições, existem algumas posturar que auxiliam tanto a mãe quanto o bebê na hora da amamentação. Uma dessas posturar seria apoiar o seio.

Com o aumento da lactação é comum o peso do seio incomodar as mães. Logo, o aumento de dores nas costas é comum nessa época. Por isso, para aliviar esses sintomas você pode apoiar os seios com as mãos durante a amamentação.

Para tanto, sustente o seu seio na base com as mãos. Nunca segure na altura dos mamilos ou aréolas, pois o bebê pode confundir o seu dedo com o seio. Caso não tenha muita habilidade para isso, você também pode sustentar o seio com o auxílio de uma toalha na base inferior do peito.